Carregando..
Rede Cidadã: mais de 127.380 pessoas inseridas no mundo do trabalho. Certificada Cebas.
Rede Cidadã Rede Cidadã 21 anos, Brasil

Rede Cidadã - Prefeitura de SP e Rede Cidadã inauguram centro de qualificação

_ Notícias

Prefeitura de SP e Rede Cidadã inauguram centro de qualificação

17 jan 2024
Com capacidade para atender até 3 mil beneficiários por semana, Centro POT vai oferecer aulas de gastronomia, corte e costura, tecnologia e beleza para pessoas em extrema vulnerabilidade.
Prefeitura de SP e Rede Cidadã inauguram centro de qualificação

O prefeito Ricardo Nunes inaugurou nesta terça, 16 de janeiro, o primeiro serviço voltado ao acolhimento e qualificação profissional de pessoas em situação de vulnerabilidade social atendidas pelo Programa Operação Trabalho – POT. Com funcionamento de segunda a sexta-feira, o local irá atender beneficiários da região Centro-Oeste (Sé, Lapa, Pinheiros e Butantã) com aulas de gastronomia, corte e costura, tecnologia e beleza. Outras três unidades serão inauguradas ainda neste ano, nas zonas sul, norte e leste da cidade, com estrutura e capacidade de atendimento semelhantes às da região central.

“Nós envolvemos toda a Prefeitura nesse programa, que é uma porta de entrada para fazer um curso profissionalizante e trabalhar. Um programa que serve de exemplo para o Brasil e para o mundo de uma ação concreta para o atendimento às pessoas mais vulneráveis”, disse o prefeito Ricardo Nunes.

A Rede Cidadã participa do programa aplicando sua metodologia de desenvolvimento socioemocional. “Apostamos no desenvolvimento socioemocional integrado como um ponto importante para o desenvolvimento dos beneficiários e que irá contribuir para a redução de evasão e do ócio no mundo do trabalho, incentivando e apoiando-os na busca da autonomia e protagonismo“, explica Hanz Carloni, Diretor de Programas e Projetos da organização.

O programa, inclusive, já transformou a história de Bruce Lee do Santos, que passou por cursos do POT e assim que terminou a qualificação, conseguiu um emprego. Dedicado, logo foi chamado para ingressar em uma outra empresa. Atualmente, é um dos funcionários da Loga, concessionária que faz a coleta de resíduos na cidade. Morador da Vila Reencontro do Anhangabaú, ele só tem elogios ao programa e se emociona com a chance de mudar a própria história. “Só tenho a agradecer por terem me acolhido aqui. E quero agradecer a Loga por ter me aceitado lá, estou amando”.

O Centro POT – Centro de Capacitação Profissional do Programa Operação Trabalho tem capacidade para atender até 3 mil pessoas por semana, também vai oferecer oficinas socioemocionais, com o objetivo de preparar os participantes para o mundo do trabalho.

 

Estrutura completa

A unidade fica próxima ao Vale do Anhangabaú, no Centro Histórico da cidade, e tem salas para a realização dos cursos de qualificação profissional, como sala de corte e costura com máquinas, salão de beleza, cozinha experimental, laboratório de informática, entre outros espaços de apoio para os beneficiários.

O Centro também é referência aos participantes para as atividades de frente de trabalho, que ocorrem durante a semana, conforme carga horária do projeto. As formações da qualificação profissional são realizadas uma vez na semana, durante todo o período em que o beneficiário estiver no programa.

Lucas Feliciano, morador do Jardim Satélite, está fazendo aulas de corte e costura. “Estou gostando muito, assim consigo melhorar e adquirir novas experiências”, conta o jovem que é cabeleireiro e quer fazer o curso desta área para aprimorar seus conhecimentos e conseguir uma vaga no mercado de trabalho.

De acordo com a secretária municipal de Desenvolvimento e Trabalho, Aline Cardoso, os cursos oferecem formação nos segmentos que mais empregam e são vocações da cidade. “É uma maneira efetiva de incluir essas pessoas no mundo do trabalho, nesse programa que vem crescendo por ser inovador e transformador. É uma estratégia de saída qualificada das ruas para uma oportunidade real de transformação de vida a essas pessoas vulneráveis”, explica a secretária.

 

Programa Operação Trabalho – POT

O programa da Prefeitura de São Paulo é voltado à população em vulnerabilidade social, visando estimulá-la à busca de ocupação, bem como a sua reinserção no mundo do trabalho. Atualmente, são 18 mil vagas, distribuídas em 17 projetos. Entre as ocupações em frentes de trabalho estão zeladoria, manutenção e apoio administrativo. O diferencial desta ação é que os serviços são realizados em locais públicos, fazendo com que o cidadão devolva à cidade o apoio que está recebendo.

“O POT é um programa que gera a garantia de dignidade, de direitos, com foco na população em situação de rua. Um programa que vai ao encontro a tantas políticas que fizemos nos últimos anos colocando essas pessoas como prioridade, sem políticas assistencialistas, mas com a promoção social, que incentiva a saída qualificada das ruas e que ajuda cada pessoa a retomar os vínculos sociais e familiares, garantindo o trabalho, algo fundamental para a garantia de direitos”, disse o secretário de Assistência e Desenvolvimento Social, Carlos Bezerra.

Para participar é necessário seguir critérios como ter mais de 18 anos, morar na cidade de São Paulo, estar desempregado há mais de quatro meses e não receber benefícios como seguro-desemprego, FGTS, entre outros. A renda familiar permitida é de até meio salário-mínimo por pessoa da família.