Carregando..
Rede Cidadã: mais de 94.000 pessoas inseridas no mundo do trabalho. Certificada Cebas.
Rede Cidadã Rede Cidadã 18 anos, Brasil, Argentina, Colômbia, Peru, México, EUA
Conteúdo acessível em libras usando o VLibras Widget com opções dos Avatares Ícaro ou Hozana.
Contrate agora

Rede Cidadã - Oportunidade de Trabalho e Desenvolvimento Humano contra a Violência

Oportunidade de Trabalho e Desenvolvimento Humano contra a Violência

25 jan 2016

Por Fernando Alves*

Pesquisa do IPEA – Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada, divulgada no último 23 de novembro, dá conta de que os índices de violência no País continuarão crescendo até 2023. Consequência disso, entre outras coisas, será o aumento considerável da população carcerária que, há muito, se encontra em vias de colapso. Outro dado da pesquisa diz do aumento da violência também nas cidades do interior.

A sociedade precisa dar novas respostas. A repressão e a prisão são insuficientes. Não é possível pensar no fim da violência sem promover o desenvolvimento humano. E não há desenvolvimento humano sem trabalho para as pessoas. O trabalho e o autoconhecimento são condições básicas para o desenvolvimento humano.

A sociedade não pode esperar que uma única visão da inteligência governamental encontre todas as soluções, a sociedade organizada precisará participar da construção de soluções. Em paralelo, o modelo econômico tradicional fundado na produção e no comércio não oferece mais condições de crescimento, sobretudo diante dos limites ambientais. Não temos planeta suficiente para viver de um ciclo sem fim da atual relação de produção e consumo de bens materiais.

Novas formas de organizar a economia, de organizar a vida em comunidade, de gerar trabalho e renda precisam ser estimuladas. Daí a importância dos projetos sociais e ambientais serem ampliados, sobretudo e paradoxalmente, neste momento de crise. Daí a importância do movimento de startups, criando novos negócios com alta tecnologia, do empreendedorismo social, e da criação de novos negócios focados em soluções ambientais e de problemas sociais.

Além disso, precisamos de novas relações humanas nos ambientes de trabalho atualmente existentes. É preciso transformar cada posto de trabalho num posto de desenvolvimento humano. Transformando vida e trabalho num só valor. Para isso, as dimensões humanas precisam ser trabalhadas, processos terapêuticos precisam se incluídos na formação para o trabalho, a gestão do conhecimento integrada à gestão emocional.

O fortalecimento do mundo empresarial com valores humanos, criando sinergia com as políticas públicas e estabelecendo parceria com a sociedade organizada, incluindo o trabalho voluntário, todos com foco na geração de trabalho e desenvolvimento humano, esse é um caminho para a transição da sociedade atual para um cenário sem violência.

 

*Fernando Alves é diretor executivo da Rede Cidadã – Organização Social