Carregando..
Rede Cidadã: mais de 95.433 pessoas inseridas no mundo do trabalho. Certificada Cebas.
Rede Cidadã Rede Cidadã 18 anos, Brasil, Argentina, Colômbia, Peru, México, EUA

Rede Cidadã - Trabalho e vida: valores inseparáveis

_ Clipping

Trabalho e vida: valores inseparáveis

21 set 2021
É urgente mostrar que os ganhos do mundo corporativo vão muito além do salário no fim do mês

Artigo de Fernando Alves publicado em 21/09/2021 no jornal Estado Minas.
Trabalho e vida: valores inseparáveis

Pensar a vida separada do trabalho é o mesmo que dizer que em algumas horas do dia a gente vive e em outras a gente trabalha. Mas a verdade, é bom lembrar, é que quando trabalhamos estamos vivendo. Claro, a separação entre um e outro é um mero recurso didático para delimitar que há horário para encerrar o trabalho na empresa, mas sair de lá não separa o trabalho da vida.

Aliás, viver também exige muito trabalho.
A questão é que o trabalho tem sido confundido com emprego, esse lugar onde há quem manda e quem obedece. Essa percepção traz impactos negativos para ambos. “Quem manda” não encontra profissionais preparados, com níveis de autonomia e iniciativa empreendedora capazes de contribuir com sua energia pessoal para a realização do negócio. Quem é servil não encontra incentivo para o desenvolvimento pessoal e profissional capaz de gerar autocomprometimento com o mundo corporativo. E aí chamo a atenção para o que quero refletir mais a fundo com você, leitor e leitora: esta relação patrão-empregado está desinformando a juventude e impedindo a construção positiva de valor ao trabalho.
A evasão escolar é, sem dúvida, um dos fatores que contribuem para a visão distorcida do jovem em relação ao trabalho. Dados divulgados pelo IBGE no último ano registram que dos 50 milhões de pessoas com idades entre 14 e 29 anos, 20% delas não tinham terminado alguma das etapas da educação básica. Isso reflete no aumento do desemprego, devido à baixa qualificação, ou ainda no aumento do trabalho informal.
É por acompanhar esse cenário de perto que a Rede Cidadã passou a investir na formação socioemocional como grande diferencial dos programas que executa. Isso inclui o programa Jovem Aprendiz. Os resultados têm sido transformadores: redução do turnover, com taxa de 95% das pessoas permanecendo no trabalho por mais de um ano.
Na escola, o trabalho deve ser tema recorrente. É urgente mostrar que os ganhos do mundo corporativo vão muito além do salário no fim do mês. Diz respeito à autonomia, à autoestima, à ampliação de relacionamentos, à troca entre ensino e aprendizagem, ao orgulho de ser e de pertencer.
No poema “O operário em construção”, Vinícius de Moraes diz que o “operário faz a coisa e a coisa faz o operário”. A humanidade não chegou até aqui sem intenso trabalho e sem perceber que a extensão da consciência existencial se deve a toda ordem de criações e inovações decorrentes do trabalho.
Precisamos recuperar essa consciência de que todo trabalho se volta para dentro de nós mesmos, nos transforma em sujeitos históricos, nos permite ter consciência do talento que temos no fazer qualquer coisa e nos dá condição de acreditar na nossa capacidade de transformar o mundo. É aqui que a vida e o trabalho se reencontram e se fundem num só valor.

Para ler o artigo na íntegra, clique em https://www.em.com.br/app/noticia/opiniao/2021/09/21/interna_opiniao,1307446/trabalho-e-vida-valores-inseparaveis.shtml .