Banco de Talentos

A Seleção para o Banco de Talentos é a etapa da metodologia RGTR que busca orientar e identificar os jovens mais bem preparados para os desafios do mercado de trabalho, considerando todo o seu processo de preparação e as etapas realizadas anteriormente.

O processo propõe a realização de dinâmicas situacionais para avaliação de características importantes para a execução de tarefas baseadas em áreas de atuação, conforme conceito de áreas dado pelo Iriskon. Através de formulários específicos os jovens são avaliados durante as atividades e seu desempenho é medido percentualmente. Recebem orientações sobre competências, habilidades e atitudes que devem demonstrar durante o processo e recomendações para participação em entrevistas de seleção, individualmente e em grupo.

O processo de Seleção para o Banco de Talentos traz em sua análise o conceito de dimensão pessoal para avaliação do jovem participante. Por dimensão pessoal entende-se características e atitudes que o jovem apresenta e que conduzirão sua trajetória pessoal e profissional, por meio de qualidades e habilidades que promoverão comportamentos favoráveis e que o levarão às oportunidades de inserção profissional.

Os jovens aptos compõem o Banco de Talentos. Os jovens não aptos para serem encaminhados para vagas disponibilizadas pelos parceiros, não são eliminados do projeto. Recebem uma orientação individual, por meio de uma conversa orientativa sobre as dificuldades observadas e indicará ações de melhoria. Neste momento o jovem será reposicionado em alguma atividade da RGTR, em atividades desenvolvidas pelos parceiros locais ou encaminhado para equipamentos públicos para intervenção no identificado. Após 3 meses este jovem deverá ser convidado para participar de uma nova etapa do Processo de Seleção para o Banco de Talentos.

  • Compartilhe no Facebook
  • Compartilhe no Twitter

Mapa do site