Notícias

Rede Cidadã lança seu primeiro Programa de Socioaprendizagem no sistema prisional

23/08/2018

A Rede Cidadã firmou na segunda-feira, 20 de agosto, uma parceria com a GPA, empresa responsável pela construção e administração do Complexo Penitenciário Público-Privado de Ribeirão das Neves (MG), e a MRV, maior construtora do país segundo o ranking ITC. A parceria prevê a execução de um programa de socioaprendizagem dentro do sistema prisional.

O Programa de Socioaprendizagem da Rede Cidadã beneficiará, nesta edição piloto, 29 presos do regime fechado do Complexo Penitenciário Público-privado (CPPP) e consiste em um curso técnico-profissional de Serviços Administrativos. “É a primeira vez que presos do regime fechado da GPA vão poder vivenciar as rotinas de uma empresa sem sair do seu ambiente prisional”, explica Rodrigo Gaiga, Diretor Presidente da GPA.

Isso acontece porque, durante os 11 meses de duração do curso, que somam 1.200 horas de carga horária, os alunos vão ter, além das aulas teóricas em sala, a simulação de uma verdadeira empresa com todas as situações pelas quais ela passa nas mais diversas áreas: Recursos Humanos, Administrativo, Contabilidade, Logística, enfim, todas as áreas da empresa.

A assinatura do convênio, que tem a chancela da Superintendência Regional do Trabalho, aconteceu em uma cerimônia emocionante que reuniu os aprendizes, suas famílias e convidados como: além de Rodrigo Gaiga, Fernando Alves, Diretor Executivo da Rede Cidadã; Helena Neiva, Presidente da Fundação Pitágoras; José Fábio Piazza Júnior, Diretor Público Geral do CPPP; Rafael Rocha Lafetá, Diretor de Relações Institucionais da MRV e Diretor Geral do Instituto MRV; e Marcos Pacheco, Presidente do Consórcio GPA.

Mas o brilho do evento fluiu mesmo foi dos aprendizes e suas famílias. A emoção transbordou em forma de lágrimas e era possível ver a esperança nos olhos de todos os que enxergavam no Programa de Socioaprendizagem a esperada chance de uma vida nova, construída em cima de boas escolhas e valores firmes. “E eu lanço aqui um desafio”, provocou Fernando Alves. “Esta é a primeira turma de aprendizes aqui da GPA e meu desafio é que desta turma saia ao menos um instrutor para os próximos grupos de aprendizes.” Pelo entusiasmo das palmas, o desafio foi acatado no mais puro espírito de “missão dada, missão cumprida”.

Relembrando uma frase de Francisco Cândido Xavier, Fernando encerrou a cerimônia: “Ninguém pode voltar atrás e fazer um novo começo, mas todos nós podemos olhar para a frente e fazer um novo fim”. Sucesso aos mais novos aprendizes da Rede Cidadã!

Fotos


VOLTAR AO TOPO