Notícias

Brumadinho: acolhendo as histórias e cuidando das pessoas

28/05/2019

Pela segunda vez após o rompimento da barragem de Córrego do Feijão, a área de Gestão de Pessoas esteve presente na unidade de Brumadinho (MG) representada por Marli Souza, consultora de vivências da Rede Cidadã, a fim de dar apoio aos aprendizes daquela cidade e à equipe que conduz o trabalho naquele território.

Dessa vez, duas turmas estavam lá: uma que já havia participado das vivências anteriores, realizadas em março, e outra formada por jovens recém-chegados à Rede. Com estes últimos, ainda não familiarizados com as práticas vivenciais de autoconhecimento, falou-se da identidade juvenil e do fortalecimento dessa identidade como ferramenta para cada indivíduo lidar com questões externas, como o mar de lama que cobriu tantas vidas e ficou marcado no imaginário coletivo. Por que, como, onde…? São perguntas utilizadas nessas vivências iniciais para fazer os jovens pensarem sobre si. “Mas eles chegam com tantas questões culturais e religiosas que até o relaxamento é difícil”, conta Marli. Mesmo assim, a experiência foi muito rica e lançou os fundamentos da construção da identidade própria de cada um.

Já a segunda turma passou por essa experiência em março e ficou muito feliz por receber Marli mais uma vez. “Como o grupo é mais avançado, falou-se sobre criatividade e sexualidade, pois sempre que a sobrevivência é colocada em risco, a vida cria formas de reprodução”, explica a consultora e terapeuta. “Em um ambiente pós-traumático, um ambiente de morte, a vida precisa encontrar meios para sua continuidade, então vemos que isso se reflete ou em forma de criatividade artística ou da reprodução sexual”, afirma.

Em condições normais, já é desafiador trabalhar liderando, orientando e cuidando de jovens, pois além das questões próprias dessa faixa etária, cada um traz sua história e “bagagem” individual. Acrescentar a essa “bagagem” um trauma como o que vive Brumadinho atualmente é tornar o desafio ainda maior. E quem enfrenta esse desafio diariamente é Tatiana Reis, Marcinéia Silva e Valéria Souza. Por isso, fazemos uma reverência às nossas colegas que, com muita garra e compromisso, dedicam-se a cuidar de quem precisa, mesmo quando elas mesmas precisam de cuidados.


VOLTAR AO TOPO